Vela brasileira confirma três vagas para o Pan de Santiago 2023
Foto: Felipe Cascardo

A Equipe Brasileira de Vela confirmou as primeiras vagas para os Jogos Pan-Americanos de Santiago do Chile 2023. Neste domingo (4), os paulistas Mateus Isaac e Giovanna Prada carimbaram o passaporte do país no evento do ano que vem na classe IQFoil.

Os atletas se destacaram na disputa do Sul-Americano de IQFoil, na cidade de Búzios (RJ). O campeonato teve a chancela da CBVela - Confederação Brasileira de Vela e contou com mais de 60 competidores ao todo.

A outra vaga veio no Mundial de 49erFX com as bicampeãs olímpicas Martine Grael e Kahena Kunze, que fecharam a fase de classificação em Halifax, no Canadá, na nona colocação. As atletas disputam nesta segunda-feira (5), mas não há possibilidades matemáticas de pódio.

As regatas do Pan de 2023 serão realizadas na Cofradía Náutica Del Pacífico, em Valparaíso. Serão 12 medalhas em jogo nas classes Sunfish, IQFoil, Fórmula Kite, 49erFX, 49er, Snipe, ILCA e Lightning.

Na edição de Lima 2019, o Brasil foi o campeão do quadro de medalhas na vela com Brasil nove pódios, sendo cinco de ouro, duas de prata e duas de bronze. Desde Buenos Aires 1951, os velejadores brasileiros também são os maiores vencedores com 39 de ouro, 27 de prata e 19 de bronze, totalizando 85. 

Mateus Isaac brilha na IQFoil 

Terceiro do ranking mundial de IQFoil, Mateus Isaac não deu chances aos adversários e ficou com a medalha de ouro. Das 15 regatas do torneio sul-americano, o atleta de Ilhabela (SP) venceu 13. Na súmula final somou 13 pontos contra 30 do argentino Francisco Saubidet, que levou a segunda vaga pan-americana para o país vizinho.

''Mais uma etapa cumprida! Conseguimos classificar a IQFoil no masculino e no feminino para os Jogos Pan-Americanos do próximo ano. Agora foco total no Mundial que começa daqui 40 dias'', comemorou Mateus Isaac. A IQFoil masculina contou com 12 atletas de cinco países.

O Mundial de IQFoil será realizado de 14 a 22 de outubro em Brest, na França. Um pouco antes será a disputa dos Jogos Sul-Americanos de Assunção 2022 e o representante da categoria das pranchas será o gaúcho Guilherme Plentz. No feminino, a representante será Giovanna Prada.

Agenda cheia para Giovanna Prada

No feminino, a medalha de ouro ficou com a peruana Maria Belen Bazo com 16 pontos perdidos. A paulista Giovanna Prada (BRA) entrou nas regatas finais com chances de título, mas viu a adversária levar vantagem no dia. Mesmo assim, a filha do medalhista olímpico Bruno Prada segue fazendo história e dominando a categoria no Brasil.

''Tive um último dia regular, mas falhei bastante em algumas escolhas. O objetivo era a vaga para o Brasil nos Jogos Pan-Americanos. A próxima parada é o IQFoil Games na Itália, e depois serão os Jogos Sul-Americanos e o Campeonato Mundial. Agenda cheia até final de novembro'', disse Giovana Prada, 24ª do ranking da World Sailing.

O medalhista olímpico Bruno Prada, pai de Giovanna, acompanhou a atleta em Búzios (RJ). O velejador também treina Mateus Isaac

A categoria IQFoil é uma das novas classes para o programa de regatas dos Jogos de Paris 2024. Nas últimas olimpíadas e pans, o material usado era o RS:X, que corou no cenário nacional e continental Ricardo Bimba e Patrícia Freitas.

A próxima vaga que o Brasil poderá obter no Pan de Santiago 2023 será na Fórmula Kite. No mês de novembro, São Luís (MA) sediará o Pan-Americano da categoria, e os maranhenses Bruno Lobo e Socorro Reis estão entre os favoritos.

 

Resultados finais do Sul-Americano de IQFoil

Masculino

1- Mateus Isaac (BRA) - 13 pontos

2- Francisco Saubidet B. (ARG) - 30 pontos

3- Malil Houclig (ARU) - 33 pontos

Feminino

1- Maria Belen Bazo (PER) - 16 pontos

2- Giovanna Prada (BRA) - 22 pontos

3- Dominique Stater (USA) - 40 pontos

VAVEL Logo