Sob forte calor, Djokovic vence Monfils e avança no Australian Open

No dia que marcou 39°C em Melbourne, o sérvio conseguiu vencer o francês por 3 sets a 1 e carimbar a vaga na terceira rodada

Sob forte calor, Djokovic vence Monfils e avança no Australian Open
Foto: Cameron Spencer/Getty Images
Novak Djokovic
3 1
Gael Monfils

Esse retorno ás quadras de Novak Djokovic na Austrália está trazendo vários testes para o sérvio. Sob um forte calor que atingiu os 39°C em Melbourne, o sérvio atual 14° do mundo, derrotou o francês Gael Monfils, 39° do ranking da ATP, por 3 a 1, com parciais de 4/6, 6/3, 6/1 e 6/3 em 2h45 de jogo.

Essa foi a vitória de número 15 contra Gael Monfils em 16 confrontos no circuito profissional. Curiosamente o francês só venceu o sérvio no primeiro duelo, desde lá só vem sofrendo derrotas. Apesar da vitória, Djokovic não saiu muito feliz por ter jogado em uma temperatura tão alta, e criticou por terem transformado o esporte em negócio somente.

"Nosso esporte tornou-se uma indústria, como a maioria dos outros esportes globais. É mais negócio do que um esporte. Às vezes eu me importo com isso, não gosto disso. Como alguém que começou a jogar, e ainda joga este esporte por amor e pura paixão, sei que faz parte, e é claro que todos somos abençoados por ter uma grande compensação financeira, ótimas vidas", disse o sérvio.

O ex-número 1 do mundo se disse grato por ter boas compensações financeiras, mas lamentou o impacto das condições climáticas nos jogoadores que passaram dos 30.

"Sou muito grato por isso. Mas ao mesmo tempo, o que é mais importante para nós é a nossa saúde e o que acontece após a carreira, depois de ter 30, 35 anos. Há muitos jogadores que estão lutando. Eles não podem caminhar, correr, seja o que for. Quer dizer, eles estão lutando de uma forma ou de outra, de saúde ou fisiologicamente, seja o que for", completou Djokovic.

Gael Monfils fez coro com o sérvio e também comentou o forte calor australiano, e confessou que não estava mais aguentando em quadra, e aconselhou os outros tenistas a respeitarem o limite de seus corpos.

"Com certeza, assumimos um risco. Eu fiquei muito tonto. Eu tentei esfriar. Mas mesmo com a toalha de gelo, a água, acho que meu corpo estava superquente. Honestamente, boa sorte para os caras. Eu treinei este inverno em Miami. Foi muito gostoso. Achei que estava muito bem. Estou lhe dizendo, eu estava morrendo na quadra por 40 minutos. Às vezes, colocamos nosso corpo em risco. Apenas seja inteligente. Se você tem que desistir, não é uma vergonha", comentou o francês após a partida.

Primeiro set lotado de quebras

O duelo começou com um Djokovic errando mais que o normal, e um Monfils ligadaço na partida. Resultado disso foi duas quebras seguidas e 3-0 de cara para o francês. Quando tudo indicava uma vitória tranquila de Monfils na primeira parcial, o francês se desligou do jogo, começou a errar tudo que podia, principalmente com a direita, e viu o sérvio devolver as duas quebras e empatar o set.

Logo no game seguinte, a troca de gentilezas continuou na partida, e agora foi a vez de Djokovic errar e dar a chance para o francês, que não desperdiçou e quebrou mais uma vez. No décimo game, Monfils fez um ótimo trabalho de rede sacando para o set e fechou em 6/4.

Calor castiga Gael Monfils

O segundo set começou com um grande equilibrio, e dessa vez sem quebras. Mas depois do quinto game, o francês começou a demonstrar não estar se sentindo bem com o forte calor australiano, começou a querer encurtar os pontos e até chegou a 'largar' um game, por não estar aguentando em pé.

No oitavo game, o sérvio bem mais inteiro na partida, quebrou o serviço do francês e sacou em seguida para fechar set em 6/3 e empatar o jogo.

Já a terceira parcial foi um passeio de Novak Djokovic. Após Monfils começar sacando e confirmar o serviço, o sérvio acelerou contra o baleado francês e venceu os seis games seguintes, fechando em 6/1 e pulando na frente do placar.

Já o quarto set pode ser considerado uma vitória de Gael Monfils contra o próprio corpo. O francês que não aguentava em pé desde o segundo set, lutou bravamente, chegando a ter a chance de quebra no quinto game, mas não foi o suficiente.

Djokovic conseguiu enfim quebrar o adversário no oitavo game, e sacou para o jogo. Mais nervoso que o habitual, o sérvio chegou a sofrer para fechar a partida, e em certo momento até esbravejou em direção as arquibancadas. Mas após alguns match points, Djokovic fechou o set em 6/3 e selou a classificação para a próxima fase do Australian Open.

Na terceira rodada o sérvio irá enfrentar o espanhol Albert Ramos-Vinolas, que eliminou o norte-americano Tim Smyczek, por 3 sets a 0, com parciais de 6/4, 6/2 e 7/6 (7-2).