Guia VAVEL da Copa América 2019: Equador
Divulgação/Federação Equatoriana de Futebol

Buscando o primeiro título de sua história, a seleção do Equador aposta na juventude de seu elenco para surpreender na Copa América. O técnico Bolillo Gómez comanda a equipe que é considerada como a melhor geração de todos os tempos e terá a missão de elevar ainda mais o nível do futebol do país.

A seleção equatoriana compõe o Grupo C da competição, junto com Chile, Japão e Uruguai. Apesar da dificuldade encontrada da chave, o time está disposto a demonstrar um bom desempenho e contrariar todas as projeções.

Expectativa

Diante dos adversários que o Equador encontra em seu grupo, é bem difícil cravar uma classificação para as quartas de finais. Logo, qualquer resultado diferente de uma eliminação na primeira fase será considerado como uma grata surpresa na competição.

Convocados

A lista de jogadores do Equador para a Copa América conta com a presença de alguns conhecidos do futebol brasileiro. O zagueiro Arboleda, do São Paulo, e o volante Orejuela, que atuou pelo Fluminense em 2017, estão entre os 23 nomes chamados para a competição. Confira a lista completa:

Goleiros: Alexander Domínguez (Vélez Sarsfield-ARG), Máximo Banguera (Barcelona de Guayaquil-EQU) e Pedro Ortiz (Delfín-EQU).

Defensores: Robert Arboleda (São Paulo), Gabriel Achilier (Morelia-MEX), Arturo Mina (Yeni Malatyaspor-TUR), Xavier Arreaga (Seattle Sounders-EUA), Pedro Pablo Velasco (Barcelona de Guayaquil), Beder Caicedo (Barcelona de Guayaquil), Cristian Ramírez (Krasnodar-RUS) e José Quintero (LDU).

Meias: Jefferson Orejuela (LDU), Jefferson Intriago (LDU), Jhegson Méndez (Orlando City-EUA), Carlos Gruezo (Dallas-EUA), Andrés Chicaiza (LDU), Renato Ibarra (América do México), Romario Ibarra (Minnesota United-EUA), Ayrton Preciado (Santos Laguna-MEX) e Antonio Valencia.

Atacantes: Ángel Mena (León-MEX), Enner Valencia (Tigres-MEX) e Carlos Garcés (Delfín-EQU).

Destaque: Antonio Valência

Depois de 10 anos vestindo a camisa do Manchester United, o experiente meia teve sua saída confirmada pela diretoria do clube. Mesmo em baixa, o jogador é a principal referência da equipe do Equador, além de ser a aposta ofensiva da seleção para superar seus adversários.

Fique de olho: Ángel Mena

Com 14 gols em 26 partidas disputadas nesta temporada com a camisa do León-MEX, o centroavante terá a responsabilidade de repetir as boas atuações ao representar a seleção no principal torneio do continente.

Técnico

No comando da seleção do Equador desde o ano passado, Bolillo Gómez é conhecido por seu temperamento forte, mas é considerado um dos principais técnicos do país. Na carreira, o treinador foi o responsável pela primeira classificação do Panamá para uma Copa do Mundo.

Campanha na última Copa América

Na edição de 2016, o Equador se classificou para as quartas de finais na vice-liderança do Grupo B. Entretanto, o fim da linha chegou no mata-mata contra os Estados Unidos. A seleção norte-americana venceu por 2 a 1 e eliminou o time sul-americano da competição.

VAVEL Logo