Cruzeiro joga melhor, mas apenas empata sem gols com Internacional no Mineirão
(Foto:Divulgação/Cruzeiro)

Cruzeiro joga melhor, mas apenas empata sem gols com Internacional no Mineirão

A partida ainda teve um gol polêmico anulado contra o Cruzeiro, que evitando a vitória celeste

gabriel_oandrea
Gabriel Andrea
CruzeiroFábio, Edilson, Léo, Dedé, Egidio; Lucas Silva, B.Silva, Cabral; Arrascaeta, Thiago Neves e Raniel
InternacionalMarcelo Lomba; Zeca, Emerson Santos, Cuesta e Iago; Dourado, Edenilson, Patrick, Nico e Pottker; Jonatan Alvez
ÁRBITROÁrbitro: Wilton Pereira Sampaio (FIFA/GO) Árbitro Assistente 1 : Fabricio Vilarinho da Silva (FIFA/GO) Árbitro Assistente 2: Bruno Raphael Pires (FIFA/GO) Quarto Árbitro: Marconi Helbert Vieira (CD/MG) Árbitro Assistente Adicional 1: Alexandre Vargas Tavares de Jesus (AB/RJ) Árbitro Assistente Adicional 2: Rodrigo Nunes de Sá (CD/RJ)
INCIDENCIASPartida válida pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro; estádio Mineirão, Belo Horizonte (MG)

Cruzeiro e Internacional entraram em campo separados por 12 pontos. A Raposa, dividindo o foco entre  três competições das quais disputa, encararia um Inter completamente ligado no Brasileirão, já que é o segundo colocado do torneio.

Dentro de campo, Mano Menezes botou em jogo um Cruzeiro quase completo. Apenas Ariel Cabral e Bruno Silva entraram no time titular como novidades nas vagas de Henrique e Robinho. Já o Colorado começou a partida apenas com o zagueiro Moledo como a ausência no time, levando em consideração os últimos jogos da equipe.

O começo de jogo foi todo do time da casa, que propunha a maioria das ações de maior perigo. Logo aos 14 minutos, a primeira chance mais clara apareceu para o Cruzeiro. Bruno Silva cruzou para Raniel, que mandou de bicicleta por cima do gol. Em certo momento do primeiro tempo, as equipes abdicaram de atacar e tinham problemas para infiltrar na defesa adversária.

Foi o momento em que os volantes e zagueiros de ambas as equipes foram forçados a tentar os lançamentos e passes em profundidade. De certa forma, funcionou mais para o timediatamente estrelado , que exigiu da equipe Colorada forte cobertura no lado esquerdo direito do ataque cruzeirense. Por lá, Bruno Silva teve duas chances de gol, mas acabou parando em Marcelo Lomba - que fez excelente partida.

Aos 37 da primeira etapa, o Internacional teve sua melhor chance no jogo, vinda dos pés de Pottker. Depois de enfileirar os volantes e driblar 4 jogadores na entrada da área, o atacante chutou com potência no travessão. Quase o Inter abriu o placar no Mineirão.

Depois desse lance, cada uma das equipes teve 1 chance de ataque, mas nada claro. Os "motorzinhos" dos times não funcionavam como era esperado, tanto Patrick para o Inter nem De Arrascaeta para a Raposa. E assim foi dado o final de primeiro tempo em Belo Horizonte.

No início da segunda etapa, com as equipes voltando a campo inalteradas, o padrão de jogo foi basicamente o mesmo. Logo nos primeiros 3 minutos, 2 chances para o time celeste - uma com Raniel, que chutou em cima de Lomba; e outra com Thiago Neves, que arriscou com perigo de fora da área. Seguindo fazendo a pressão e buscando abrir o placar, Raniel teve um gol anulado por impedimento depois de bom passe de Bruno Silva, em jogada pelo lado esquerdo.

Em seguida, foi a vez do Internacional levar bastante perigo ao gol de Fábio, que foi exigido. Na primeira oportunidade, aos 12 minutos do segundo tempo, Edenílson tentou de cabeça e a bola passou perto da trave. Na segunda chances, 3 minutos depois, Jonatan Alvez enganou Lucas Silva com drible de corpo e chutou em cima de Fábio.

O jogo abriu e as oportunidades foram boas para ambas as equipes. Quando precisou mexer, Odair Hellmann sacou Nico López e Jonatan Alvez pra botar D’Alessandro e Damião, que produziram mais para os visitantes. No Cruzeiro, o destaque foi a entrada de Rafinha no lugar de Bruno Silva. O ponta conseguiu ser bem mais vertical para o time da casa.

A partir daí, a melhor (e única) chance clara de gol sairia dos pés de De Arrascaeta, que, aos 39 minutos do segundo tempo, chutou cruzado e a bola passou rente à trave do goleiro Colorado. Mas não deu e o jogo ficou nisso: 0 a 0 no Mineirão.

O Cruzeiro ganhou um ponto e alcançou os 31, sendo o colocado na tabela. Com o empate, o Inter continua como o vice-líder da competição. Na próxima rodada, o time do técnico Mano Menezes viaja para o Rio para enfrentar o Botafogo, na quarta feira, às 19h30, no Engenhão. O Internacional recebe o Flamengo em casa, no mesmo dia, mas às 21h45.

VAVEL Logo

    Cruzeiro Esporte Clube Notícias

    há 2 dias
    há 3 dias
    há 9 dias
    há 12 dias
    há 12 dias
    há 17 dias
    há 20 dias
    há 21 dias
    há 22 dias
    há 23 dias
    há 23 dias