Dramático! Inter tem dois gols anulados, empata com o
Corinthians e é vice-campeão
Edenílson teve um gol anulado no final da partida (Foto: Ricardo Duarte)

Não foi dessa vez. Em um jogo dramático no Beira-Rio, o Internacional empatou sem gols com o Corinthians, o que deixou a equipe com o vice-campeonato brasileiro, na noite dessa quinta-feira (25). O time gaúcho precisava da vitória a qualquer custo, e ficou ainda mais pressionado nos minutos finais por conta de o campeão Flamengo ter perdido na rodada e o jogo acabado antes do que em Porto Alegre/RS.

A rede até balançou, duas vezes. Mas, em ambas, foi assinalado impedimento. Ainda houve um pênalti marcado, porém, o juiz voltou atrás. A noite foi frustrante para o torcedor colorado, que esperava a taça após os percalços ocorridos no clube no final de 2020, como por exemplo, saída de Eduardo Coudet, do diretor-executivo Rodrigo Caetano e atletas.

Pouca intensidade

Os primeiros 45 minutos foram longe daquilo que o público esperava. O Internacional até começou com mais volume, mas não assustava o sistema defensivo adversário. Não parecia que o time de Abel Braga precisava da vitória a todo custo. Tendo em vista isso, o Corinthians passou a ter mais domínio do meio de campo e igualar na posse de bola.

Até os 20 minutos, o Saci ainda não havia chutado a gol. Sinal de que o cenário estava preocupante. Aos 30, uma quase luz no fim do túnel, porém, era um trem. O árbitro chegou a assinalar pênalti após a bola bater no braço de Ramiro na grande área, mas voltou atrás na decisão após checagem no VAR. Só aí, foram quatro minutos de paralisação.

Já aos 44, o Inter balançou as redes com Yuri Alberto, mas, novamente, outra frustação: o VAR agiu de novo e pegou impedimento no lance, o que mexeu ainda mais com o psicológico dos atletas colorados.

Cansaço, desespero e mais abatimento

Com 20 minutos da etapa final, o Internacional já tinha mais finalizações do que o primeiro tempo inteiro – foram apenas quatro nos 45 minutos iniciais. O time estava no tudo ou nada, mas ainda padecia daquela qualidade ofensiva exibida nas últimas rodadas.

Atletas decisivos como Edenílson e Patrick sentiram o cansaço, e não conseguiram fazer a diferença com o potencial. Adicionado a essa questão, o desespero começou a bater em campo.

Thiago Galhardo, artilheiro do Inter na competição, entrou, mas nada acrescentou. Aos 51 minutos, Edenílson marcou, chegou a tirar a camisa, porém, o bandeira pegou posição irregular, que foi confirmada pelo VAR. Até essa hora, o jogo do Flamengo já havia acabado.

No último minuto, o goleiro Marcelo Lomba foi pra área, mas o Saci não conseguiu balançar as redes. Sendo assim, o último brasileiro conquistado pelo o Internacional continua sendo o de 1979.

Por fim, o colorado encerrou o Brasileirão com 70 pontos - um a menos que o Flamengo. O Timão, por sua vez, terminou em 12°, com 51 pontos.

Agenda

Sem férias no calendário por conta da pandemia da Covid-19, os Estaduais já se iniciam neste fim de semana. A maioria das equipes deverão entrar em campo com equipes formadas por jogadores da base. O Inter joga na segunda-feira (1), com o Juventude, enquanto o Corinthians estreia um dia antes, com o RB Bragantino.

VAVEL Logo