Reeditando semi de 2020, Santos viaja em crise para encarar Boca Juniors pela Libertadores
Foto: Divulgação/Santos

Nessa terça-feira (27), às 21h30, o Santos viaja até a Argentina, para a partida válida pela segunda rodada da fase de grupos da Libertadores. Na Bombonera, o Peixe encara o Boca Juniors.

Boca que, no Campeonato Argentino, está na segunda posição do grupo B, com 19 pontos ganhos, ficando seis atrás do líder Vélez e empatado com o terceiro colocado, Talleres.

Já o Santos, no Campeonato Paulista, vem com nove pontos, ficando na segunda posição, cinco atrás do líder Mirassol e um na frente do Guarani. O lanterna do grupo D é o São Caetano, com três pontos apenas.

Na edição de 2020 da Libertadores o Santos visitou a Bombonera na semifinal e saiu de lá com um 0 a 0. Na Vila Belmiro o Peixe passeou, fez três e carimbou a vaga na grande final.

Problemas para Russo

O Boca vem em uma boa fase, onde vem de vitória contra o Huracán, fora de casa, no último sábado (24). Soldano e Maroni marcaram os gols da vitória Xeneize.

Miguel Angel Russo, técnico da equipe, terá problemas para escalar o time. Cardona, Rojo, Zambrano e Campuzano estão com Covid-19 e fora de combate, além de Mas, suspenso, e Fabra, que se recupera de lesão e é dúvida para a partida.

Com todos esses desfalques o provável Boca é: Rossi, Buffarini, López, Izquierdoz e Sández; Almendra, Varela, Medina e Villa; Tévez e Soldano.

Em crise

Já o Santos não vem bem. Derrotas já deixam um ambiente conturbado, quando se tratam de derrotas em clássico a coisa piora, como aconteceu no último domingo (25), onde o Santos foi derrotado em casa pelo Corinthians, com gols de Raul e Lucas Piton.

E a coisa pode sempre piorar, pois Soteldo, camisa 10 da equipe, já havia sido vendido para o Toronto FC, mas na segunda-feira (26), Ariel Holan, agora ex-técnico da equipe, pediu demissão. Com isso Marcelo Fernandes será o comandante à beira do gramado.

E ele deve escalar o Santos com: João Paulo, Pará, Kaiky, Luan Peres e Felipe Jonatan; Alison, Vinícius Balieiro e Gabriel Pirani; Marinho, Lucas Braga (Ângelo) e Marcos Leonardo.

Arbitragem e transmissão

A fase de grupos da Libertadores não tem VAR, então o trio de arbitragem será composto por Jesus Valenzuela, com auxílio de Carlos Lopez e Lubin Torrealba.

A partida terá transmissão exclusiva da Fox Sports, com tempo real e todas as emoções da partida aqui na VAVEL Brasil!

VAVEL Logo