Luísa Stefani vai às quartas no WTA 1000 de Doha, no Catar
Foto: Divulgação | The Royal Dutch Lawn Tennis

Luisa Stefani, número 16 do mundo, e sua parceira Demi Schuurs, da Holanda, emplacaram, nesta quarta-feira (14), mais uma vitória e se classificaram para as quartas de final do WTA 1000 de Doha, no Catar, torneio com premiação de US$ 3,2 milhões (cerca de R$ 16 milhões). Luisa e Schuurs derrotaram a dupla das russas Anastasia Potopova e Vera Zvonareva por 7/6 (8/6) 6/1.

Nesta quinta-feira (15), em torno das 11h de Brasília, elas encaram as principais favoritas do torneio e dupla campeã do Australian Open formada pela taiwanesa Su Hsieh e a belga Elise Mertens. A partida será a segunda da quadra Grandstand 1, a segunda principal do evento.

"Ótima vitória, no segundo set jogamos melhor, nos impusemos mais, o primeiro foi muito truncado, muitas quebras, não estávamos tão bem. Ficamos pacientes, seguramos a onda e isso ajudou. Elas baixaram um pouco no segundo set. Temos mais uma chance de fazer melhor amanhã", analisou Luisa, que é patrocinada pelo Banco BRB, pela Fila, Parmalat Whey Fit e que conta com os apoios da Engie CBT, Liga Tênis 10, Bolsa Atleta, Head, JFL Living e Rede Tênis Brasil. "Muito legal também hoje o time do Brasil de Polo Aquático, que acabou de disputar o Mundial, veio nos assistir. Legal contar com essa torcida. Amanhã pegamos a Hsieh e Mertens. Temos uma dívida com elas do Australian Open", concluiu, referindo-se à derrota sofrida nas quartas-de-final da Austrália.

Fazendo história no tênis - A paulistana Luisa Stefani, 26 anos, conquistou ao lado da parceira Laura Pigossi, a inédita medalha de bronze nas Duplas Femininas nos Jogos Olímpicos de Tóquio em 2021. Outra grande conquista foi o título de Duplas Mistas no Australian Open, em 2023, a primeira dupla de brasileiros a vencer um Grand Slam, ao lado de Rafael Matos.

Durante a semifinal do Us Open 2021, Luisa sofreu uma grave lesão no joelho, passou por cirurgia e se afastou do circuito profissional. No retorno, após um ano de recuperação, conquistou vários títulos: WTA 500 de Berlim (Caroline Garcia, 2023), WTA 500 de Abu Dhabi (Shuai Zhang, 2023); WTA 500 de Adelaide, na Austrália (Taylor Towsend, 2023); WTA 125 de Montevidéu, no Uruguai (Ingrid Martins, 2022); WTA 1000 de Guadalajara, no México (Storm Hunter, 2022); WTA 250 de Chennai, na Índia (Gabriela Dabrowsky, 2022).

VAVEL Logo