Após empate na ida, Wolfsburg recebe Arsenal nas quartas da Champions Feminina
Foto: Divulgação / VfL Wolfsburg

Após empatarem na partida de ida das quartas de final da UEFA Women's Champions League 2021-22, Wolfsburg e Arsenal voltam a se enfrentar nesta quinta-feira (31), no jogo de volta do confronto. O cotejo será disputado no Volkswagen Arena.

Mandando nas competições nacionais que disputam, as duas equipes contam com baixas importantes para a peleja.

Lobas em boa posição

Tendo o mando de campo, a equipe feminina do VfL Wolfsburg eliminou o Bordeaux nos pênaltis na segunda rodada preliminar da competição. Na fase de classificação, a equipe liderou o Grupo A, à frente de Juventus, Chelsea e Servette Chênois. Líder da Frauen Bundesliga 2021-22, um ponto à frente do Bayern, a equipe também é semifinalista da DFB-Pokal Frauen 2021-22.

São duas baixas para as Wolfinnen. Joelle Wedemeyer e Pia-Sophie Wolter estão machucadas. A única pendurada é Lena Oberdorf.

Em entrevista coletiva, Tommy Stroot falou sobre o que espera melhorar no elenco em relação à primeira peleja. "Na primeira partida, vimos não só que o Arsenal tem muita qualidade individual, mas também que funciona como equipe. A forma como elas jogam e defendem é muito atraente. Para nós, trata-se de pegar na bola e depois avançar. Ainda temos espaço para melhorias nesse aspecto", pontuou.

Provável escalação: Almuth Schult; Lynn Wilms, Kathrin Hendrich, Dominique Janssen e Felicitas Rauch; Lena Lattwein, Lena Oberdorf; Svenja Huth, Jill Roord, Alexandra Popp; Tabea Wassmuth

Técnico: Tommy Stroot

Buscando o resultado

Jogando a competição desde a primeira fase preliminar, o Arsenal eliminou Okzhetpes, PSV e Slavia Praga antes das chaves. No Grupo C, a equipe ficou atrás do Barcelona e à frente de Hoffenheim e Koge. O clube é vice-líder da FA Women's Super League 2021-22, um ponto atrás do Chelsea - as atletas da equipe também são semifinalistas FA Women's Cup 2021-22.

A única baixa confirmada das gunners é Beth Mead, machucada. Mana Iwabuchi, Caitlin Foord e Rafaelle Souza são dúvidas. Já citada, Foord é uma das penduradas - a outra atleta com tal status é Lia Walti

Em entrevista coletiva antes da peleja, Jonas Eidevall, treinador da equipe, lamentou as oportunidades desperdiçadas na primeira peleja. "Devíamos ter criado mais situações nas posições em que nos metemos. Do ponto de vista das estatísticas, estávamos duas vezes mais no terço final do que elas, mas não criamos tanto. Precisamos ser mais eficientes. As margens são muito pequenas, mas é por isso que adoramos esta fase do torneio", comentou.

Provável escalação: Manuela Zinsberger; Noelle Maritz, Leah Williamson, Lotte Wubben-Moy e Steph Catley; Kim Little, Vivianne Miedema e Lia Walti; Beth Mead, Katie McCabe e Stina Blackstenius

Técnico: Jonas Eidevall 

Arbitragem

Árbitra: Ivana Projkovska (MAC)

Assistentes: Almira Spahic (SUE) e Polyxeni Irodotou (CHI)

VAR: Pawel Raczkowski (POL)

VAVEL Logo