Grêmio busca empate com CSA e perde chance de se firmar no G-4 da Série B
Morgana Oliveira/CSA

Na noite desta quinta-feira (23), o CSA ficou no empate com o Grêmio em 1 a 1, no Estádio Rei Pelé, em Maceió/AL, pela 14ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Geovane abriu o placar para o Azulão e Janderson empatou para o tricolor.

Consistência e intensidade

A partida começou com a equipe alagoana defendendo uma invencibilidade de sete partidas, enquanto o Imortal Tricolor buscava sua primeira vitória na história sobre o Azulão na capital alagoana. Ainda nos primeiros minutos, os donos da casa já mostravam a proposta de jogo para cima do Grêmio, sempre em velocidade e pressionando. O tricolor, mais acuado, sofria bastante com a intensidade imposta pelo azulão pelos flancos. 

Após uma lambança do goleiro gremista, quase saiu o primeiro gol, mas consertou, jogando para escanteio. Na cobrança, Lourenço recebeu passe curto de Diego Renan e cruzou na área. Geovane subiu mais que todo mundo e testou para o fundo das redes, abrindo o placar para os donos da casa. O Grêmio respondeu numa ótima chegada com Lucas Silva, mas Marcelo Carné fez uma defesa espetacular, jogando a bola para escanteio.

Mais concentrado no jogo, os donos da casa ofereciam mais perigo do que os visitantes. As jogadas em velocidade pelas laterais do campo colocavam o CSA em vantagem, nos duelos, e foi assim que Lourenço e Rodrigo Rodrigues assustaram os gaúchos. Em resposta às investidas da equipe alagoana, o tricolor chegou com bastante perigo pela ponta direita, dos pés de Rodrigo Rodrigues, que passou do marcador e cruzou na área. Diego Souza subiu livre de marcação, testando para baixo, mas muito bem posicionado, o goleiro do azulão salvou mais uma vez a equipe, do que seria o gol de empate.

Com o passar do tempo, o Grêmio equilibrou mais o jogo, mas pecava bastante na criação das jogadas, sobrecarregando Lucas Silva, que acabava sendo forçado a jogar em várias funções, defensivas e ofensivas. Quando o meia não subia, a equipe parecia perdida e acabava por perder a posse de bola. Aproveitando a exaustão do setor intermediário tricolor, o azulão seguia forçando nas transições rápidas pelas beiradas e, no final das contas, não conseguia concluir as jogadas de maneira eficiente.

Retomada e exaustão ao limite

O segundo tempo voltou e logo no primeiro ataque gremista, Janderson empatou a partida. Biel fez um lindo cruzamento da ponta esquerda, a bola desviou no meio do caminho, tirando Marcelo Carné do lance e Janderson só precisou empurrar para o fundo das redes. O gol de empate no início da etapa final, colocou os gaúchos de volta ao jogo, que abafava os donos da casa em seu campo de defesa e crescia, oferendo perigo e ditando o ritmo da partida.

A partida entrava no segundo terço e a equipe alagoana parecia desestabilizada, sem conseguir voltar a ativa como esteve na primeira etapa, pressionando, crescendo e levando perigo para o goleiro Gabriel Grando — que se dava bastante pela questão física dos atletas. Com isso, o tricolor tinha o campo a sua disposição, o vigor dos jovens que entraram com fôlego novo e a posse de bola, o que proporcionava para os gremistas mais alternativas de ataque. 

Somando todas as nuances, o Grêmio quase chegou ao gol da virada por duas oportunidades, ambas com Diego Souza. A primeira de cabeça, cortada por Marcelo Carné, e a segunda, num foguete de fora da área, novamente impedido pelo goleiro do azulão. A resposta aconteceu numa ótima jogada de Osvaldo, cruzando para Marco Túlio, que cabeceia para o gol com desvio e a bola quase morreu dentro do gol, mas saiu, cedendo escanteio para os donos da casa. 

A partida foi tomando proporções cada vez mais tensas, pelo desespero e nervosismo das equipes em tentar encontrar o gol que, à aquela altura, poderia dar a vitória. Enquanto Diego Souza continuava incomodando de um lado, levando bastante perigo, foi Lucas Barcelos quem quase garantiu o segundo gol da equipe, com uma bela cavada de fora da área e o bola beijou o travessão. Mesmo com quatro de acréscimos, as equipes não conseguiram encontrar a vitória e a partida acabou com empate.

Classificação e próximos compromissos

Com o empate em 1 a 1, CSA e Grêmio somaram um ponto na competição e podem perder posições até o fim da rodada. No momento, o CSA ocupa a 14ª colocação, com 15 pontos, e o Grêmio, a quarta posição, com 22.

O CSA volta a campo na segunda-feira (27), contra o Sampaio Corrêa, no Estádio Castelão, em São Luís/MA, às 20 horas. O Grêmio volta a campo na terça-feira (28), contra o Londrina, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, às 19 horas.

VAVEL Logo