Com vaias no final, Atlético-MG empata em casa com Bragantino pelo Brasileiro
Divulgação/Atlético-MG

Em partida válida pela 26º rodada do Campeonato Brasileiro, Atlético Mineiro e Red Bull Bragantino empataram em 1 a 1 no Mineirão, nesta quarta-feira (7), feriado de Dia da Independência. A bola rolou às 17h. Pelo Galo, Ademir marcou aos 16 minutos, e Aderlan empatou para o Massa Bruta.

  • Partida

A partida começou com domínio do Atlético, os mineiros ganhavam e ficavam com todas as disputas de bola, aproveitaram o volume de jogo e abriram o placar com Ademir, aos 16. O Bragantino teve dificuldade de jogar no início do jogo, mas soube aproveitar seus ataques. E numa falha da defesa atleticana, empatou com um belo gol de Aderlan.

Durante o segundo tempo, o Atlético seguiu sendo melhor, jogando no campo do Bragantino, que se defendia bem, suportando a pressão dos atleticanos. O Galo acertou uma bola na trave com Nacho e teve outras boas oportunidades com Pavón e Sasha ao final. O jogo ficou desenhado em ataque contra defesa. 

O resultado desceu amargo para os dois times, mas para o Galo foi ainda pior, pois além das vaias da torcida, o time pode perder Guilherme Arana, por causa de uma possível lesão no joelho. O lateral sofreu um choque já nos acréscimos, mas permaneceu em campo sentindo muitas dores.

  • Gol lá e cá

O Atlético veio a campo com um time com mais mobilidade, começou o jogo pressionando a saída de bola do Braga, que se sentia inseguro e errava muito por conta da pressão exercida pelos mineiros.

Os paulistas estiveram próximos de abrir o placar logo aos nove minutos de jogo. Após um lance de uma possível falta de Ramon em Ademir, a defesa do Galo parou e esperou a falta, dando espaço para Alerrandro, que recebeu o passe e ficou na cara do gol, mas chutou em cima de Everson.

Os mineiros abriram o placar aos 16 minutos, com Ademir. Após jogada pela lateral direita, Guga levanta a cabeça e cruza na área, a bola vai em direção ao atacante, que se estica e empurra pro fundo do gol.

A equipe do Bragantino seguia sendo muito pressionada pelos atleticanos, mas quando tinha a bola no pé, e espaço para trabalhar, construía bons ataques. Aos 23, Léo Ortiz quase marcou após cabeçada em cobrança de escanteio.

E pouco tempo depois, aos 30, o Bragantino empatou. Léo Ortiz dessa vez lançou nas costas da defesa atleticana e achou Aderlan, que fez uma linda jogada e bateu no contrapé do goleiro Everson, que só assistiu a bola entrar.

A partir do gol, a partida ficou equilibrada, o time paulista já trazia um perigo maior ao Galo, mas os mineiros ainda pressionavam a posse de bola do Braga.

Aos 44, o Galo recuperou a bola no meio de campo e saiu em velocidade, Sasha viu Ademir passando livre e tocou para o ponta, que dominou e chutou forte no gol, mas a bola bateu na rede pelo lado de fora.

O Atlético terminou o primeiro tempo com grande volume de jogo, mas sem a mesma pressão inicial. A equipe teve boas oportunidades em cobranças de escanteio.

  • Ataque contra defesa

O segundo tempo começou bem movimentado, com as duas equipes buscando o ataque, mas com a bola concentrada no meio de campo.

O Atlético teve boas finalizações com Ademir e Jair, que passaram muito perto do gol. A equipe ainda quase marcou o segundo gol, aos 16 minutos, após cruzamento de Arana no segundo pau. Quem apareceu foi Sasha cabeceando em direção à pequena área e Nacho concluiu também de cabeça, mas a bola bateu na trave e parou nas mãos de Cleiton.

A partir dos 30 minutos, a partida ficou desenhada em ataque contra defesa. A equipe de Bragança se organizava defensivamente e aguardava o time do Atlético atacar para dar o contragolpe. Já o Galo, ameaçava e pressionava o Massa Bruta da forma que podia.

Os alvinegros trouxeram perigo ao gol de Cleiton em duas oportunidades, na primeira, uma bola de Pavón, onde o argentino fez um cruzamento fechado e a bola passou perto das redes. E na outra, a chance mais clara do segundo tempo com Sasha, o atacante subiu mais alto que o defensor, e cabeceou, mas o goleiro fez grande defesa, evitando o gol atleticano.

Ao final, o Galo usou as forças que restavam, mas ao invés de sair com a vitória, o time saiu de campo com outro grande problema. Já nos acréscimos, Arana sofreu uma forte entrada de Carlos Eduardo. O lateral permaneceu em campo, mas teve muitas dificuldades para andar.

  • Próximos compromissos

Com o empate, o Atlético permanece na 7ª posição, com 40 pontos, dois pontos a menos que o Athletico Paranaense, que fecha o G-6, e enfrenta o Avaí neste domingo (11). O Galo visita o mesmo Avaí no sábado (17), pelo Campeonato Brasileiro,.

Já o resultado deixa o Massa Bruta com 33 pontos, na 11ª posição. O Bragantino recebe o Goiás no domingo (18), pela Série A.

VAVEL Logo