Brasil inicia caminho em busca do hexa em reencontro com a Sérvia
Vini Jr pode ser uma das novidades no time titular. (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

No quinto dia de Copa do Mundo, o Brasil, maior vencedor da competição com cinco títulos, entra em campo para iniciar o sonho da sexta estrela. O adversário será a Sérvia, que já cruzou o caminho dos brasileiros em copas antes e depois de sua independência em 2006. A partida será às 16h, no Lusail Stadium.

Na história recente, as seleções se enfrentaram apenas duas vezes. Em 2014, quando se preparava para jogar a Copa em casa, o Brasil enfrentou a Sérvia em um amistoso preparatório para a competição e venceu por 1 a 0, com gol marcado por Fred. Quatro anos mais tarde, o reencontro aconteceu no Grupo E, e novamente os brasileiros levaram a melhor, vencendo por 2 a 0, com gols de Paulinho e Thiago Silva.

Antes de se tornar um país independente, a Sérvia fez parte do território da antiga Iugoslávia até 2003. Contra o extinto país, foram 18 partidas, sendo quatro disputadas em Copas do Mundo, com uma vitória para cada lado e dois empates.

A equipe comandada por Tite não realizou nenhum amistoso após a convocação dos 26 jogadores. Com isso, a seleção brasileira não entra em campo desde setembro, quando goleou a Tunísia por 5 a 1. Nas eliminatórias, o Brasil teve o incrível aproveitamento de 88%, terminando a disputa com 45 pontos conquistados e nenhuma derrota.

Os sérvios por sua vez entraram em campo no último dia 18 de novembro contra o Bahrein e venceu com facilidade por 5 a 1, com destaque para os três atacantes Dušan Tadić, Luka Jovic e Dušan Vlahović, responsáveis por quatro dos cinco gols marcados.

Pelas eliminatórias da UEFA, os sérvios terminaram a fase de classificação à frente de Portugal, garantindo a vaga para a maior competição do mundo e mandando o time de Cristiano Ronaldo e cia para a repescagem. O passaporte para o Catar foi carimbado após a vitória em cima dos portugueses fora de casa por 2 a 1.

  • Tite aposta na força ofensiva

Sem sofrer nenhum desfalque por conta de lesão, a seleção brasileira chega ao Catar com o que tem de melhor para o primeiro jogo na Copa do Mundo. Com isso, Tite pode entrar em campo com uma formação parecida com a utilizada no amistoso contra Gana, em setembro.

Na ocasião, o time contou com quatro atacantes em campo: Neymar, Raphinha, Vini Jr e Richarlyson. A tendência é a de que Neymar, o camisa 10 do Brasil, jogue centralizado no meio de campo, com Raphinha e Vinicius Jr jogando pelas pontas e Richarlyson como homem de referência no ataque. 

Nas laterais, Danilo e Alex Sandro devem iniciar a competição como titulares. No meio campo, Casemiro deve ter a companhia de Lucas Paquetá, que conquistou a titularidade nos últimos jogos.

O técnico do Brasil não quis dar pistas sobre a formação do time e o esquema, mas comentou sobre o que considerou fundamental para o bom desempenho do time nas eliminatórias. “Não acredito em encher de atacantes nem de encher de defensor. Eu entendo que o ponto de equilíbrio está no meio-campo, nas movimentações. E aí, sim, ter uma equipe equilibrada

Provável escalação: Alisson; Danilo, Thiago Silva, Marquinhos e Alex Sandro; Casemiro e Lucas Paquetá; Raphinha, Richarlyson, Neymar e Vini Jr.

  • Sérvia pode ter mudanças no ataque

No amistoso contra o Bahrain, o atacante da Juventus Vlahović entrou durante o segundo tempo. Para a partida de logo mais, porém, o jogador deve voltar ao time titular e ser uma das esperanças de gols para os sérvios. 

Junto com ele, Mitrovic pode ser outra novidade a entrar em campo desde o início do jogo. O atleta do Fulham da Inglaterra se recuperou de uma lesão no pé que o deixou afastado dos campos por cerca de três semanas. 

Por outro lado, o treinador Dragan Stojkovic não poderá contar com uma importante peça do meio de campo. Kostic, também jogador da Juventus da Itália, segue em recuperação de uma lesão e não estará apto para a partida. Assim como Mitrovic, ele não esteve relacionado para o último amistoso antes da Copa do Mundo.

Apesar da ausência importante, o treinador sérvio garante que sua equipe está pronta para a estreia diante do Brasil. 

O Brasil é um dos melhores times do mundo, tem uma geração de ouro, e certamente esperamos um jogo muito difícil. Mas como time temos que nos concentrar no nosso próprio estilo de futebol, com nossas habilidades técnicas e táticas para ser um bom adversário para o Brasil. O jogo começa 0 a 0. O Brasil tem chance de ganhar, mas a Sérvia também”.

Provável escalação: Vanja Milinkovic-Savic; Milenkovic, Veljkovic e Pavlovic; Zivkovic, Gudelj, Sergej Milinkovic-Savic, Mladenovic (Kostic) e Tadic; Mitrovic e Vlahovic.

  • Arbitragem

Árbitro: Alireza Faghani (Irã);

Assistente 1: Mohammadreza Mansouri (Irã);

Assistente 2: Mohammadreza Abolfazli (Irã);

VAR: Abdulla Al-Marri (Catar).

VAVEL Logo