Primeiro ou décimo terceiro Slam: Djokovic e Anderson se enfrentam por título em Wimbledon

Primeiro ou décimo terceiro Slam: Djokovic e Anderson se enfrentam por título em Wimbledon

Confronto de 2015 se repetirá em 2018. Desta vez, ocorrerá na final do torneio

Henrique
Gabriel Matos

Depois de duas semifinais memoráveis que, combinadas, formam quase 12h de partida, Kevin Anderson e Novak Djokovic duelarão neste domingo (15) pela taça de Wimbledon. E o confronto entre os dois na grama londrina não é inédito: já se enfrentaram duas vezes, com ambas as vitórias para o sérvio.

O sérvio entrará em quadra como amplo favorito para a vitória. As casas de apostas marcam que ele possui uma chance de aproximadamente 85% de sair de quadra como campeão. No entanto, precisará lidar com um adversário com um jogo muito preparado para a grama, com golpes fortes e um saque muito poderoso, que, não a toa, eliminou o principal favorito ao título, Roger Federer.

É a primeira vez desde 2010, quando jogou em Queen's, que Djokovic resolve jogar um ATP 500 que antecede Wimbledon. Em 2017, o sérvio decidiu jogar o ATP 250 de Eastbourne depois de uma frustrante derrota para Dominic Thiem em Roland Garros. Sagrou-se campeão no torneio britânico. Neste ano, o sérvio decidiu jogar novamente o ATP 500 de Queen's, chegando à final do evento, quando caiu para o croata Marin Cilic em três sets.

Kevin Anderson, por outro lado, joga eventos antecedentes à Wimbledon desde 2008, quando iniciou a sua carreira na superfície. Este ano, também jogou em Queen's, mas caiu na primeira rodada diante do argentino Leonardo Mayer em três sets.

Retrospecto é favorável à Djokovic

Enquanto o sul-africano busca seu primeiro Slam em toda a vida, Djokovic já conta com 12, sendo três deles na grama de Wimbledon. Vencendo, será seu quarto título, apanhando um lugar como o quarto maior vencedor do torneio, ficando atrás apenas de Roger Federer, Pete Sampras e Bjorn Borg.

Kevin Anderson também pode estar quebrando alguns recordes caso vença três sets contra o sérvio: seria o primeiro africano a vencer um Slam em toda a era aberta, além de se tornar o segundo tenista mais velho a conquistar seu primeiro Slam, quebrando, assim, uma sequência de 37 Slams disputados sem conquistar o título.

O confronto direto entre os dois, no entanto, aponta favoritismo à Djokovic. Já se enfrentaram seis vezes, com cinco vitórias do sérvio, dominando nas três superfícies, incluindo duas vitórias na grama: uma em 2011, em que venceu por três sets, e outra em 2015, em cuja ocasião precisou de cinco sets e dois dias para eliminar o sul-africano.

Caso vença a disputa, Novak Djokovic voltará ao top-10 do circuito e sem ponto algum a defender pelo resto da temporada, uma vez que interrompeu-a neste mesmo torneio em 2017, voltando apenas no ano seguinte. Caso a vitória vá para Kevin Anderson, este irá avançar à quarta posição do ranking, já que, mesmo perdendo, entrará no top-5. A partida ocorrerá às 14:00 no horário local, sendo às 10:00 no horário oficial de Brasília.

Trajetória de Anderson até a final

R1: Norbert Gombos (SVK) - 6/3 6/4 6/4

R2: Andreas Seppi (ITA) - 6/3 6(5)/7 6/3 6/4

R3: Philipp Kohlschreiber (ALE) - 6/3 7/5 7/5

R4: Gaël Monfils (FRA) - 7/6(4) 7/6(2) 5/7 7/6(4)

QF: Roger Federer (SUI) - 2/6 6(5)/7 7/5 6/4 13/11

SF: John Isner (USA) - 7/6(6) 6(5)/7 6(9)/7 6/4 26/24

Trajetória de Djokovic até a final

R1: Tennys Sandgren (USA) - 6/3 6/1 6/2

R2: Horacio Zeballos (ARG) - 6/1 6/2 6/3

R3: Kyle Edmund (GBR) - 4/6 6/3 6/2 6/4

R4: Karen Khachanov (RUS) - 6/4 6/2 6/2

QF: Kei Nishikori (JAP) - 6/3 3/6 6/2 6/2

SF: Rafael Nadal (ESP) - 6/4 3/6 7/6(9) 3/6 10/8

VAVEL Logo

Tênis Notícias

há 24 dias
há 25 dias
há 25 dias
há um mês
há um mês
há um mês
há um mês
há um mês
há um mês
há um mês
há um mês