Primeiro ou décimo terceiro Slam: Djokovic e Anderson se enfrentam por título em Wimbledon

Confronto de 2015 se repetirá em 2018. Desta vez, ocorrerá na final do torneio

Primeiro ou décimo terceiro Slam: Djokovic e Anderson se enfrentam por título em Wimbledon
Foto: ADRIAN DENNIS/AFP/Getty Images
#8 Kevin Anderson
#21 Novak Djokovic

Depois de duas semifinais memoráveis que, combinadas, formam quase 12h de partida, Kevin Anderson e Novak Djokovic duelarão neste domingo (15) pela taça de Wimbledon. E o confronto entre os dois na grama londrina não é inédito: já se enfrentaram duas vezes, com ambas as vitórias para o sérvio.

O sérvio entrará em quadra como amplo favorito para a vitória. As casas de apostas marcam que ele possui uma chance de aproximadamente 85% de sair de quadra como campeão. No entanto, precisará lidar com um adversário com um jogo muito preparado para a grama, com golpes fortes e um saque muito poderoso, que, não a toa, eliminou o principal favorito ao título, Roger Federer.

É a primeira vez desde 2010, quando jogou em Queen's, que Djokovic resolve jogar um ATP 500 que antecede Wimbledon. Em 2017, o sérvio decidiu jogar o ATP 250 de Eastbourne depois de uma frustrante derrota para Dominic Thiem em Roland Garros. Sagrou-se campeão no torneio britânico. Neste ano, o sérvio decidiu jogar novamente o ATP 500 de Queen's, chegando à final do evento, quando caiu para o croata Marin Cilic em três sets.

Kevin Anderson, por outro lado, joga eventos antecedentes à Wimbledon desde 2008, quando iniciou a sua carreira na superfície. Este ano, também jogou em Queen's, mas caiu na primeira rodada diante do argentino Leonardo Mayer em três sets.

Retrospecto é favorável à Djokovic

Enquanto o sul-africano busca seu primeiro Slam em toda a vida, Djokovic já conta com 12, sendo três deles na grama de Wimbledon. Vencendo, será seu quarto título, apanhando um lugar como o quarto maior vencedor do torneio, ficando atrás apenas de Roger Federer, Pete Sampras e Bjorn Borg.

Kevin Anderson também pode estar quebrando alguns recordes caso vença três sets contra o sérvio: seria o primeiro africano a vencer um Slam em toda a era aberta, além de se tornar o segundo tenista mais velho a conquistar seu primeiro Slam, quebrando, assim, uma sequência de 37 Slams disputados sem conquistar o título.

O confronto direto entre os dois, no entanto, aponta favoritismo à Djokovic. Já se enfrentaram seis vezes, com cinco vitórias do sérvio, dominando nas três superfícies, incluindo duas vitórias na grama: uma em 2011, em que venceu por três sets, e outra em 2015, em cuja ocasião precisou de cinco sets e dois dias para eliminar o sul-africano.

Caso vença a disputa, Novak Djokovic voltará ao top-10 do circuito e sem ponto algum a defender pelo resto da temporada, uma vez que interrompeu-a neste mesmo torneio em 2017, voltando apenas no ano seguinte. Caso a vitória vá para Kevin Anderson, este irá avançar à quarta posição do ranking, já que, mesmo perdendo, entrará no top-5. A partida ocorrerá às 14:00 no horário local, sendo às 10:00 no horário oficial de Brasília.

Trajetória de Anderson até a final

R1: Norbert Gombos (SVK) - 6/3 6/4 6/4

R2: Andreas Seppi (ITA) - 6/3 6(5)/7 6/3 6/4

R3: Philipp Kohlschreiber (ALE) - 6/3 7/5 7/5

R4: Gaël Monfils (FRA) - 7/6(4) 7/6(2) 5/7 7/6(4)

QF: Roger Federer (SUI) - 2/6 6(5)/7 7/5 6/4 13/11

SF: John Isner (USA) - 7/6(6) 6(5)/7 6(9)/7 6/4 26/24

Trajetória de Djokovic até a final

R1: Tennys Sandgren (USA) - 6/3 6/1 6/2

R2: Horacio Zeballos (ARG) - 6/1 6/2 6/3

R3: Kyle Edmund (GBR) - 4/6 6/3 6/2 6/4

R4: Karen Khachanov (RUS) - 6/4 6/2 6/2

QF: Kei Nishikori (JAP) - 6/3 3/6 6/2 6/2

SF: Rafael Nadal (ESP) - 6/4 3/6 7/6(9) 3/6 10/8