Guia VAVEL de Wimbledon 2017
Guia VAVEL de Wimbledon 2017/ Foto: ITF/ Divulgação

Nesta segunda-feira (03), começa a 131ª edição do terceiro Grand Slam do ano, Wimbledon. Nas quadras de grama do The All England Lawn Tennis Club, em Londres, entram em ação os principais nomes do tênis da atualidade para a disputa de mais um Major na temporada.

LEIA MAIS: Wimbledon e a tradição do “grandes campeões”

Em busca do 19º

Depois de surpreender nos primeiros torneios da temporada, com títulos do Australian Open e dos Masters 1000 de Indian Wells e Miami, ambos nos Estados Unidos, o suíço Roger Federer chega para a disputa do torneio em seu piso favorito. 

Sete vezes campeão do torneio, o natural da Basileira vem fortalecido depois da conquista do ATP 500 de Halle, na Alemanha, sem perder nenhum set na campanha para o título, mesmo contra o alemão Alexander Zverev.

LEIA MAIS: Zverev chega à Wimbledon pronto para alçar vôos maiores

Suíço com mais um troféu em Halle/ Foto: ATP/ Divulgação
Suíço com mais um troféu em Halle/ Foto: ATP/ Divulgação

LEIA MAIS: Em menos de 1h, Federer atropela Zverev e conquista o ATP 500 de Halle

O último grande resultado de Roger na capital inglesa foi a decisão em 2015, quando foi derrotado pelo sérvio Novak Djokovic por três sets a um, com parciais de 7/6 6/7 6/4 e 6/3.

Para defender o título

O atual campeão do torneio na chave de simples masculina é o escocês Andy Murray. Porém, nesta temporada, o número um do mundo não vem jogando seu melhor tênis, acumulando vários fracassos, Andy tem somente um título no ano: o ATP 500 de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos.

Nos Majors, o tenista da Escócia caiu nas quartas de final na Austrália para o alemão Mischa Zverev. Já mais recentemente, em Paris, foi eliminado na semifinal pelo suíço Stan Wawrinka por três sets a dois. Na grama, Murray caiu na primeira rodada do ATP 500 de Londres, para o australiano Jordan Thompson por dois sets a zero, com parciais de 7/6 e 6/2.

Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

Na temporada passada em Wimbledon, o natural de Glasgow foi campeão depois de bater o jovem canadense Milos Raonic, na decisão, em sets diretos: 6/4 7/6 e 7/6.

O melhor da temporada

No ano, o melhor tenista da ATP é o espanhol Rafael Nadal. Bicampeão na grama londrina, “El Toro” vem de uma sequência muito boa: foi finalista no primeiro Major do ano, perdendo para Federer, no ATP 500 de Acapulco, no México, e no Masters 1000 de Miami, nos Estados Unidos. Em seguida, na gira de saibro, levantou o troféu nos Masters 1000 de Monte Carlo e Madri, além do ATP 500 de Barcelona e de Roland Garros.

Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

Disputa em aberto no feminino

A atual bicampeã do torneio na chave de simples feminina, a norte americana Serena Williams, não disputa a competição neste ano, por conta de sua gravidez. Desse modo, a disputa pelo troféu em Londres está em aberto neste ano, assim como aconteceu no segundo Grand Slam do ano, Roland Garros, quando a jovem letã Jelena Ostapenko surpreendeu a todos, conquistando o título.

LEIA MAIS: Especial Wimbledon: Serena Williams havia planejado vencer Wimbledon em 2017

Entre as favoritas na competição estão a alemão Angelique Kerber – finalista em 2016 – a romena Simona Halep, finalista em Roland Garros, a tcheca Karolina Pliskova, número três do mundo, além da tenista da casa, Johanna Konta.

LEIA MAIS: Wimbledon 2017: Angelique Kerber tenta recuperação para manter liderança do ranking

Foto: Reuters
Foto: Reuters

LEIA MAIS: Pliskova domina Wozniacki e conquista o título no WTA Premier de Eastbourne

Brasileiros em destaque nas duplas 

Na chave masculina de duplas, os atletas do Brasil têm mais chance de se destacar, com a presença dos mineiros Marcelo Melo, Bruno Soares e André Sá. O primeiro já fez final do torneio em 2013, perdendo para os irmãos gêmeos norte americanos Bob e Mike Bryan. Já o veterano Sá, é um dos brasileiros mais bem sucedidos na grama: chegou às quartas de final da chave de simples em 2002, além de ter sido semifinalista nas duplas em 2007.

LEIA MAIS: Wimbledon 2017: Bia Haddad disputará seu segundo Grand Slam da carreira

Marcelo Melo é campeão na Holanda em torneio preparatório para Wimbledon/ Foto: ATP/ Divulgação
Marcelo Melo é campeão na Holanda em torneio preparatório para Wimbledon/ Foto: ATP/ Divulgação

Nesta gira de grama, Soares e Melo vem com grandes campanhas: logo nos primeiros torneios enquanto Bruno faturou o título em Stuttgart, na Alemanha, com o escocês Jamie Murray, Marcelo conquistou o ATP 250 de s-Hertogenbosch, na Holanda, com o polonês Lukasz Kubot.

LEIA MAIS: Wimbledon 2017: Thomaz Bellucci, a principal esperança brasileira na grama sagrada

Na semana seguinte, os mineiros voltaram a brilhar: enquanto Melo levou para casa do troféu do ATP 500 de Halle, na Alemanha, Soares foi campeão no ATP 500 de Londres, na Inglaterra.

LEIA MAIS: Rogério Dutra Silva, buscando fazer história no All England Club

Os campeões do ATP 500 de Londres/ Foto: Getty Images
Os campeões do ATP 500 de Londres/ Foto: Getty Images

Fique de olho

Stan Wawrinka

Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

Número três do mundo, Stan Wawrinka pode ser sempre considerado uma incógnita. Em seu último título de Major, por exemplo, isso foi claro: o suíço estava longe de ser cotado para levantar o troféu do US Open. Tudo mudou depois da vitória sobre o britânico Daniel Evans, na qual teve de salvar match point. Após essa partida, Stan se transformou e, no caminho para o título, foi eliminando os principais cabeças de chave. Na final, bateu o sérvio Novak Djokovic – contra quem, inclusive, venceu Roland Garros em 2015.

Milos Raonic

Foto: Reuters
Foto: Reuters

Finalista do torneio no ano passado, Raonic não vem de uma boa temporada. No ano, seus melhores resultados foram as finais dos ATP 250 de Delray Beach, nos Estados Unidos, e de Istambul, na Turquia. Nos grandes torneios, parou nas quartas de final do Australian Open, para o espanhol Rafael Nadal, e nas oitavas de Roland Garros para outro espanhol: Pablo Carreno Busta. Apesar disso, o tenista de 26 anos tem potencial de surpreender, como mostrou na temporada passada.

LEIA MAIS: Wimbledon 2017: Raonic em busca de aumentar a façanha de 2016

Elina Svitolina

Depois de surpreender a todos nos Jogos Olímpicos Rio 2016 quando derrotou a norte americana Serena Williams, a ucraniana de 22 anos Elina Svitolina vem se firmando entre as melhores do mundo. Neste ano, a quinta colocada do ranking da WTA é a tenista com mais pontos na temporada. Com quatro títulos, sendo dois deles de WTA Premier - em Dubai e em Roma, recentemente -  a natural de Odessa tem grande potencial de surpreender e conquistar seu primeiro título de Grand Slam.

Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

Em 2017, Svitolina derrotou Karolina Pliskova - número três do mundo - a romena Simona Halep, quarta colocada do ranking mundial, Angelique Kerber - número um do mundo - e a espanhola Garbine Muguruza.

Johanna Konta

A esperança do público local na chave feminina é Johanna Konta. Aos 26 anos, a britânica vive a melhor fase da carreira – atualmente é a sétima colocada do ranking mundial. Em 2017, conquistou os títulos dos WTA Premier de Sydney, na Austrália, e de Miami, nos Estados Unidos. No Australian Open, caiu nas quartas de final para a norte americana Venus Williams. Em Paris, foi eliminada na estreia para Su Wei Hsieh de Taipei.

Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

Grand Slam de Wimbledon

Nome: Wimbledon
Categoria: Grand Slam
Local: Wimbledon, Grã-Bretanha
Data: 03/07/2017 a 16/07/2017
Chaveamento:  S-128 D-64
Piso: Grama
Atual campeão: Andy Murray (ATP) e Serena Williams (WTA)
Maiores campeões: Roger Federer e Pete Sampras (7 títulos)
Site oficial: http://www.wimbledon.com/

Foto: ATP/ Divulgação
Foto: ATP/ Divulgação

A melhor cobertura da 131ª edição do terceiro e mais tradicional Grand Slam do ano, Wimbledon, você acompanha na VAVEL Brasil

VAVEL Logo