Dia de final: Athletico e Bragantino fazem final brasileira na Sul-Americana
Imagem: Divulgação/Conmebol

O Athletico Paranaense busca o bicampeonato e o Red Bull Bragantino quer um título inédito. Na tarde deste sábado (20), Furacão e Massa Bruta se enfrentam pela grande final da Copa Sul-Americana de 2021, que terá bola rolando no Estádio Centenário de Montevidéu, no Uruguai.

Nas últimas partidas os dois times foram derrotados. O Athletico jogou em casa contra o Atlético Mineiro e perdeu por 1 a 0, com gol de Zaracho, na última terça-feira (16). Já o Bragantino jogou no mesmo dia e foi superado pelo Grêmio por 3 a 0, com gols de Diego Souza, Lucas Silva e Jhonata Robert.

Os dois times se enfrentaram pela última vez no dia sete de novembro, um domingo, quando no Nabi Abi Chedid o Furacão bateu o Braga por 2 a 0, com um gol de Marcinho e um de Pedro Rocha.

Em busca do Bi!

O Athletico já sentiu o gosto de levantar a taça da Sula. Em 2018, contra o Junior Barranquilla, o Furacão venceu nos pênaltis. Na ida Pablo abriu o placar e González empatou. Na bola Pablo fez mais um e Gutiérrez empatou. E na Arena da Baixada a partida foi para as penalidades, onde o Furacão venceu por 4 a 3 após a prorrogação.

Na edição deste ano o rubro-negro passou com 15 pontos pelo grupo D, que ainda tinha Melgar, Aucas e Metropolitanos.

Standings provided by SofaScore LiveScore

Nas oitavas o Athletico eliminou o América de Cali, vencendo a ida, fora de casa, por 1 a 0 e a volta, em casa, por 4 a 1. Nas quartas, contra a LDU, a ida fora de casa acabou 1 a 0 para os equatorianos. Na volta o rubro-negro venceu por 4 a 2. Na semifinal mais duas vitórias, agora sobre o Peñarol, fora de casa por 2 a 1 e em casa por 2 a 0.

Alberto Valentim não poderá usar Lucas Halter, lesionado no pé esquerdo e Matheus Babi, com uma lesão no joelho. Com esses dois desfalques apenas, Valentim terá força máxima para a partida.

E com isso o provável Athletico, em uma 3-4-3, com apenas uma dúvida no meio de campo, mas por opção técnica, é: Santos, Pedro Henrique, Thiago Heleno e Nicolás Hernández; Marcinho, Erick (Christian), Léo Cittadini e Abner; Nikão, David Terans e Renato Kayzer.

Na primeira participação: FINAL

O Bragantino fez nessa edição sua estreia na Copa Sul-Americana, voltando à uma competição internacional após 25 anos. E em sua primeira vez, o Braga já chegou na final inédita.

Na fase de grupos o Bragantino passou pelo grupo G, com 12 pontos, grupo que ainda tinha Emelec, Talleres e Tolima.

Standings provided by SofaScore LiveScore

Nas oitavas de final o Bragantino passou pelo Independiente del Valle vencendo a ida fora de casa por 2 a 0 e empatando em casa em 1 a 1. As quartas de final renderam duas vitórias ao Braga, que teve um 4 a 3 sobre o Rosario Central fora de casa e um 1 a 0 em casa. E nas semifinais, o Massa Bruta passou pelo Libertad vencendo em casa por 2 a 0 e fora de casa por 3 a 1.

Maurício Barbieri não poderá usar dois jogadores também. Bruno Tubarão tem uma lesão no tornozelo, enquanto Raul passou por uma cirurgia no joelho.

Com esses desfalques e uma formação na 4-3-3, o Bragantino deve ir a campo na final com: Cleiton, Aderlan, Fabrício Bruno, Léo Ortiz e Edimar (Luan Cândido); Jadsom, Lucas Evangelista (Eric Ramires) e Praxedes; Artur, Cuello (Helinho) e Ytalo.

Arbitragem e transmissão

Andrés Matonte será o juiz da partida, com os auxiliares Martin Soppi e Carlos Barreiro, enquanto Leodan González será o comandante do VAR. Andrés Cunha seria o responsável, mas após um erro na partida entre Argentina e Brasil, onde Otamendi deu uma cotovelada em Raphinha, que acabou não tendo punição em campo, Esteban Ostojich, que era o árbitro em campo e Andrés Cunha foram suspensos por tempo indeterminado.

A partida terá transmissão exclusiva do canal de pay-per view CONMEBOL TV, além do tempo real com todos os lances e emoções aqui na VAVEL Brasil!

VAVEL Logo