Novak Djokovic e Rafael Nadal decidem Australian Open em confronto número 53 da rivalidade
Foto: Divulgação/ATP

Novak Djokovic e Rafael Nadal decidem Australian Open em confronto número 53 da rivalidade

Última partida do torneio em simples vale recordes para o vencedor e a liderança da corrida para Londres

henrique
Gabriel Matos

Cabeças de chave um e dois respectivamente, Novak Djokovic e Rafael Nadal confirmaram o favoritismo em suas chaves e avançaram a final sem muitas dificuldades: o sérvio perdeu apenas dois sets em seu caminho, enquanto o espanhol ainda está para jogar quatro sets ou mais em quadra no Australian Open de 2019. A final do torneio será disputada na Rod Laver Arena, na manhã deste domingo (27), às 6:30 no horário de Brasília.

A rivalidade entre os dois terá a sua 53ª edição, com uma vantagem de 27 a 25 para o sérvio, que já chegou a estar dez derrotas atrás do espanhol. O primeiro encontro entre os tenistas ocorreu em 2006, nas quartas de final de Roland Garros, com Nadal vencendo em sets diretos. Desde então, se encontraram em 24 finais, com 14 vitórias de Djokovic, incluindo uma única na Austrália, vencida em 5h53, a final mais longa de Slam na história. Em quadras duras, o sérvio possui 18 vitórias em 25 partidas, estando com um retrospecto de 14–5 em quadras abertas e 4–2 em quadras cobertas.

Para Nadal, a vitória representaria um segundo Career Slam no seu livro de recordes, possuindo, dessa forma, pelo menos dois títulos em todos os quatro Majors, sendo o primeiro jogador na Era Aberta a conseguir o feito. Na era amadora, Roy Emerson e Rod Laver também possuem ao menos dois Career Slams. O espanhol também já avançou para a sua sétima final de Slam sem perder sets. Nessas condições, ele perdeu apenas uma final.

Nadal celebra solidez e consistência após chegar à decisão do Australian Open

O sérvio, que na próxima semana já ultrapassará a marca dos 10.000 pontos no ranking da ATP, busca seu sétimo título no Australian Open, desempatando com Roger Federer e Roy Emerson e se tornando o maior campeão do torneio, além de conquistar seu 15° título de Slam, deixando Pete Sampras para trás, também com 14, e se aproximando de Nadal e Federer, com 17 e 20, respectivamente. Djokovic também procura manter a sua invencibilidade em finais no Slam australiano: até então, são seis vitórias em seis partidas.

Djokovic enaltece atuação de gala contra Pouille: "Uma das minhas melhores nessa quadra"

Esse será o 25° dos 36 últimos Slams vencidos por Nadal ou Djokovic, não fazendo parte do grupo apenas os Slams vencidos por Cilic (1), Wawrinka (3), Murray (3) e Federer (4). Além disso, os dois tenistas, após a final, formarão a rivalidade com mais finais disputadas, com um total de 25, ultrapassando o confronto entre Nadal e Federer, que, atualmente, possuem 24, além de empatar  com a rivalidade entre Djokovic e Federer como o embate que mais possui partidas em Slams, com 15.

"Penso que encontrei soluções contra Novak durante toda a minha carreira", disse Nadal sobre a final de domingo. "Mas ele também encontrou soluções contra mim em toda a carreira. É tudo sobre o momento. Nos melhores momentos dele, ele é praticamente invencível. Nos meus melhores momentos, sou um duro oponente também. Nós dois nos levamos ao limite nessas partidas. Amanhã será mais um episódio disso".

Djokovic também deu fortes declarações quanto ao caráter épico da rivalidade. "É por essas partidas que se vive, as finais de Slam, contra seus maiores rivais em seus auges. Pelo que mais se pode pedir? É nessas situações que se gosta de estar. Há tantas coisas em jogo, é difícil de citar uma. Obviamente ser um dos maiores num esporte que eu amo é uma honra e um privilégio, e é o Nadal do outro lado. Estou jogando pelo meu sétimo título de Slam aqui. Se não ficar motivado por todas essas coisas, há algo de errado".

Campanha de Djokovic até a decisão

R1: 6/3 6/3 6/2 vs #231 Mitchell Krueger

R2: 6/3 7/5 6/4 vs #117 Jo-Wilfried Tsonga

R3: 6/3 6/4 4/6 6/0 vs #27 Denis Shapovalov

R4: 6/4 6/7(5) 6/2 6/3 vs #19 Daniil Medvedev

QF: 6/1 4/1 desistência vs #9 Kei Nishikori

SF: 6/0 6/2 6/2 vs #31 Lucas Pouille

Campanha de Nadal até a decisão

R1: 6/4 6/3 7/5 vs #238 James Duckworth

R2: 6/3 6/2 6/2 vs #48 Matthew Ebden

R3: 6/1 6/2 6/4 vs #29 Alex de Minaur

R4: 6/0 6/1 7/6(4) vs #57 Tomas Berdych

QF: 6/3 6/4 6/2 vs #39 Frances Tiafoe

SF: 6/2 6/4 6/0 vs #15 Stefanos Tsitsipas

VAVEL Logo