Campeonato Gaúcho: Grêmio dá volta por cima e chega à final do Gauchão 2018
Arthur comemora o gol marcado no Gre-Nal 414 (Foto: Lucas Uebel/ Divulgação Grêmio)

Nesse domingo (1°), o Grêmio começa a disputa pelo título de campeão gaúcho contra o Brasil de Pelotas. Mas para chegar nessa decisão, o Tricolor precisou de uma recuperação impressionante na reta final do estadual. Faltando quatro jogos para o fim da primeira fase, o Grêmio amargava a lanterna da competição, com apenas quatro pontos conquistados. Para afastar o risco de rebaixamento e tentar uma vaga nas quartas de final, o time de Renato Portaluppi precisava de 100% de aproveitamento nas rodadas que restavam.

Nesse especial, vamos relembrar a campanha tricolor na Temporada 2018 até o momento - e a volta por cima que foi dada no momento mais decisivo do Campeonato Gaúcho - que pode levar o clube a reconquistar um título que não vem desde 2010.

Time de transição decepciona nas primeiras rodadas

Como havia disputado o Mundial de Clubes FIFA em dezembro de 2017, o elenco gremista entrou em férias depois do restante dos clubes brasileiros. Por consequência, a pré-temporada do plantel principal se encerrou apenas no início de fevereiro. A missão de ir à campo nas rodadas iniciais do Gauchão 2018 ficou a cargo da equipe de transição comandada pelo técnico César Bueno. O time de transição era formado em sua maioria por jogadores jovens - com pouca ou nenhuma experiência em partidas na equipe principal - com o acréscimo de alguns jogadores mais experientes.

Na estreia, empate em 1 a 1 com o São Luiz em Ijuí. O Grêmio até chegou a sair na frente do placar com um gol do volante Matheuzinho. Nos minutos finais o zagueiro Paulo Miranda - contratado junto ao RB Salzburg - foi expulso, e o time da casa conseguiu empatar o jogo aos 46 minutos do segundo tempo com gol de Ronaldinho Gramadense.

Na segunda rodada, o adversário seria o Caxias, na Arena. Para o confronto, o time de transição recebeu os reforços do lateral Madson e do atacante Alisson, contratados junto ao Vasco da Gama e Cruzeiro, respectivamente, e do meia Lima, retornando de empréstimo do Ceará. O Tricolor chegou a abrir 3 a 1 no placar com gols de Isaque, Jean Pyerre e Matheuzinho, mas na segunda etapa o Bepe alcançou uma virada histórica e venceu o jogo por 5 a 3. O goleiro Bruno Grassi e o sistema defensivo do time de transição foram muito criticados pela imprensa e torcida após o jogo.

(Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)
(Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)

+Em jogo com oito gols, Caxias vence 'time de transição' do Grêmio

Na terceira rodada, nova derrota. Dessa vez jogando contra o Avenida, em Santa Cruz do Sul. Mais uma vez o Mosqueteiro saiu na frente no placar, mas acabou sofrendo a virada nos acréscimos do segundo tempo. Jean Pyerre e Paulo Miranda anotaram os tentos dos visitantes. O zagueiro, aliás, acumulou mais uma falha com a camisa tricolor, aumentando a desconfiança da torcida no seu futebol.

O Grêmio entrou na quarta rodada ocupando a 11° colocação na tabela, com apenas um ponto somado e o técnico César Bueno sob forte pressão. O time tinha a obrigação de vencer para sair da zona de rebaixamento, e o adversário era o São José, no Estádio Passo D'Areia. Para a partida, Bueno promoveu mudanças em todos os setores da equipe, mas mesmo assim sofreu sua terceira derrota consecutiva: 2 a 0. Estava encerrada a participação da equipe de transição no Gauchão, com quatro jogos - três derrotas e um empate - e apenas um ponto somado. Caberia agora à equipe principal a dura tarefa de correr atrás do prejuízo.

Mesmo com retorno do elenco principal, campanha continua abaixo do esperado

Na quinta rodada, o time campeão da América volta a atuar na frente de sua torcida. O que ninguém esperava é que o Cruzeiro fosse a zebra do dia: vitória por 1 a 0 em plena Arena do Grêmio. Os visitantes aproveitaram um pênalti infantil cometido por Madson para anotar o único gol da partida. Na sexta rodada, os titulares gremistas entraram em campo para enfrentar o Brasil de Pelotas segurando a incômoda lanterna da competição. Com gols de Alisson e Luan, o Rei de Copas enfim alcançou a primeira vitória no Gauchão: 2 a 1, de virada.

Em meio a disputa do estadual, o atual campeão da Libertadores viajou para a Argentina para enfrentar o Independiente, pelo jogo de ida da Recopa Sul-Americana. O Tricolor voltou para casa trazendo um empate de 1 a 1 na bagagem, com um golaço de Luan, eleito o "Rei da América" pelo jornal El País. Visando o duelo decisivo contra os argentinos na Arena, o técnico Renato Portaluppi escalou um time repleto de reservas e garotos para enfrentar o Veranópolis fora de casa. O VEC saiu na frente com Felipe Mattioni, e Tonny Anderson até chegou a empatar a partida, mas Matheus Bertotto confirmou a vitória de 2 a 1 para o Pentacolor, que recolocou o Grêmio na zona da degola. Após o jogo, perguntado sobre o risco de rebaixamento, Renato Portaluppi disse que "era mais fácil o mar secar" e garantiu que sua equipe conseguiria a vaga na próxima fase.

+Grêmio tropeça diante do Veranópolis e se complica no Gauchão

(Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)
(Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)

Título da Recopa e sequência de vitórias para tudo voltar aos trilhos

No jogo de volta contra o Independiente, mais de 40 mil gremistas viram o duelo entre o "Rei de Copas" contra o "Rey de Copas". E deu Brasil. Após empate por 0 a 0, Marcelo Grohe brilhou defendendo a última penalidade e garantindo mais um troféu para o Grêmio. O título deu um novo ânimo tanto para o clube quanto para a torcida. O Imortal - chegava nas quatro rodadas restantes do estadual precisando de 100% de aproveitamento - enfileirou 3 vitórias consecutivas. No triunfo de 3 a 0 contra o Novo Hamburgo, o destaque foi o aparecimento de Tonny Anderson como opção importante para o técnico Renato no elenco, e o primeiro gol de Jael marcado com a camisa tricolor. No jogo contra o Juventude, vitória por 2 a 0 no Alfredo Jaconi e mais um tento na conta de Jael. Na penúltima rodada, vitória por 1 a 0 contra o São Paulo-RG em jogo burocrático, com gol de pênalti de Maicon.

(Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)
(Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)

O Grêmio chegou na última rodada precisando dos 3 pontos para garantir a classificação para o mata-mata do Gauchão. O adversário era ninguém menos que o maior rival, o Internacional. Em um Beira-Rio lotado, o Tricolor apresentou uma grande atuação na primeira etapa e dominou completamente o Inter. 2 a 0, ambos os gols marcados por Luan. Na segunda etapa, o Colorado veio para cima e conseguiu descontar em um gol de cabeça anotado por Rodrigo Dourado. Mas a vitória ficou com o Tricolor, que terminou a primeira fase em 6° lugar e voltaria a jogar mais dois clássicos nas quartas de final.

Luan da show no Beira-Rio (Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)
Luan da show no Beira-Rio (Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)

Clássicos eletrizantes contra o Inter e duelos tranquilos contra o Avenida

Na Arena, o Imortal voltou a dominar o rival e venceu por 3 a 0. Éverton, Jael em bela cobrança de falta, e Arthur marcaram os gols. O volante, que dias antes havia sido anunciado como futuro reforço do Barcelona, voltou a campo na temporada 2018 em grande estilo. Já no jogo de volta, no Beira-Rio, a história foi diferente. Sem Geromel e Maicon, o Grêmio viu o Internacional dominar os 90 minutos de partida e vencer por 2 a 0. Mesmo sofrendo forte pressão, os visitantes asseguraram presença na semifinal do Gauchão.

Na semifinal, o Avenida não conseguiu apresentar dificuldades ao Grêmio em praticamente nenhum momento. Após aplicar uma goleada por 3 a 0 no Estádio dos Eucaliptos - gols de Luan, Ramiro e Arthur - as duas equipes apenas cumpriram tabela na Arena, em empate de 1 a 1, e Arthur marcando seu terceiro gol na temporada.

VAVEL Logo